URGENTE: MORRE BEBÊ PREMATURA QUE NASCEU NO CHÃO DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL DE JUAZEIRO NO NORTE DA BAHIA


Foto reprodução internet

Da:  Redação
Prof. Taciano Medrado

Com informações do blog Preto no Branco (PNB), a menina que nasceu prematura no chão do Hospital Materno Infantil de Juazeiro, no Norte da Bahia, na última sexta-feira (28), não resistiu e faleceu nesta terça-feira (01), antes de ser transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva neonatal.
De acordo com a Secretaria de saúde da cidade, a regulação para uma UTI neonatal havia sido autorizada hoje para a cidade de Irecê, também no Norte do Estado. A SESAU informou ainda que a UTI aérea já tinha sido solicitada.
“Infelizmente nesta terça-feira, ela teve uma parada, as manobras de reanimação foram feitas, mas a bebê não reagiu. A secretaria lamenta o ocorrido, e neste momento, se solidariza com a família da criança”, informou a SESAU.
O órgão declarou ainda que desde o nascimento, todas as medidas foram adotadas para mantê-la viva até a saída da regulação. “A equipe esteve atenta às necessidades e diariamente era solicitada na Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL) uma vaga em UTI neonatal”, acrescentou.
O PNB vem acompanho o caso desde o nascimento da criança. Na manhã de hoje, a família já havia informado que o estado de saúde da menina era grave.
“A médica veio falar comigo e me alertou que a bebê não está bem e que estão fazendo o máximo possível para ela reagir e que não sabe se a criança chega até amanhã, pois a criança está mal. Aí eu falei ‘moça, mas disseram que ela está bem’, aí ela disse que era mentira, e que a criança não está bem. Eles estão usando uma bombinha pra ela reagir, mas ela não está bem. Ela disse que a criança corre risco de falecer”, disse a avó da criança.
De acordo com a tia do bebê, Luana Ferreira, mãe e filha seriam transferidas para a cidade de Irecê no dia seguinte após o parto, mas a transferência foi suspensa porque ambas estavam com suspeita de covid-19. A vaga, portanto, foi perdida.
No domingo houve uma nova promessa de transferência para Recife-PE, o que também não aconteceu pois a unidade ainda não havia realizado o exame de covid-19 nas pacientes. O teste foi realizado na manhã desta segunda-feira (31), e o resultado deu negativo para mãe e filha.
Jéssica Ferreira precisou ser transferida para o Hospital Dom Malan, em Petrolina, por conta de um quadro de pré-eclâmpsia.
Parto
Jéssica deu a luz no chão da maternidade após dar entrada na unidade de saúde, já em trabalho de parto, no início da tarde de sexta. Não havia cadeiras de rodas no hospital e sua irmã, Luana, foi quem levou a paciente, nos braços, para o interior da unidade, onde ficou aguardando atendimento na cadeira da recepção. Como não foi atendida, Jéssica pediu para que a irmã a deitasse no chão, onde deu à luz. A mãe só recebeu assistência de profissionais após o nascimento da criança, segundo informou a irmã da paciente.



Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário:

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS