AGRICULTURA: CENÁRIO PÓS PANDEMIA É TEMA CENTRAL DE DEBATE DA ABRAFRUTAS


Foto ilustração
Da:  Redação
Prof. Taciano Medrado

Prezado(a)s Leitore(a)s,

A Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (ABRAFRUTAS) participou semana passada, do V Encontro de Exportadores do Vale do São Francisco. O Encontro teve como objetivo discutir sobre o impulsionamento das exportações de frutas do Vale do São Francisco para o mercado mundial.

Importante lembrar que o Vale do São Francisco é considerado um dos maiores polos de produção de frutas do país, principalmente voltado para a cultura de manga e uva.
A quinta edição deste encontro promovido pela Wilson.Sons, uma das maiores operadoras integrada de logística portuária e marítima do Brasil, foi transmitido pelo Youtube e teve cerca de 600 visualizações. O presidente da Abrafrutas, Guilherme Coelho, foi um dos debatedores.

A especialista comercial em exportação da Tecon-Salvador, Cléo Marian, que foi mediadora do encontro, afirmou que a exportação é uma das apostas dos economistas atuais para alavancar a economia e esse investimento será muito importante, em especial, para a fruticultura.

“Para o seguimento das frutas esse investimento será importantíssimo para regular o mercado, ter um melhor preço e, assim, obter um retorno mais justos diante dos custos de produção”, afirmou.

Presidente da Abrafrutas e também produtor de manga e uva em Petrolina, Guilherme Coelho, falou sobre a atuação da Abrafrutas como representante do setor e da preocupação dos produtores com a imagem do agro no mercado internacional, pois muitas notícias falsas tem tomado notoriedade o que acaba por prejudicar um setor que tanto coopera para o desenvolvimento do país.

“Estamos tomando providencias sobre essa situação. Precisamos nos comunicar melhor com o exterior, precisamos ser proativos e dizermos a verdade”, explicou o presidente da Abrafrutas.

Segundo Coelho, a fruticultura é o setor que mais emprega, são mais de 5 milhões de empregos diretos e o mundo precisa saber disso e de tantas outros benefícios que esse setor proporciona.

A Abrafrutas está empenhada na abertura de novos mercados para diversas frutas. Diante da exportação do melão brasileiro para a China, Coelho revela que em breve poderão estar também exportando para o mesmo mercado a uva, pois as tratativas já foram iniciadas e a pedido do próprio país asiático. “Estamos ativos e a próxima fruta a ser exportada para a China será a uva”, disse.

Sobre o cenário pós pandemia, a única certeza que o presidente da Associação tem é que o mundo passará a consumir mais frutas. O consumo per capita de frutas no Brasil é de 57 kg por pessoa ao ano e o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 140 kg. Coelho afirma que fruta é o alimento mais saudável e as pessoas tem se conscientizado disso, que pode ser consumida a qualquer hora, que tem para todos os gostos, de todas as cores e de todos os sabores.

O encontro também contou com a participação do CEO da Green Keeper, Alejandro Escolar e do Gerente Comercial do Tecon Salvador, Guilherme Dutra que anunciou a ampliação do terminal de Salvador no qual proporcionará ao mercado nordeste uma nova oportunidade de executar, principalmente nos processos de exportação do Vale do São Francisco, maior dinamismo e excelência nos serviços.




Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS