PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO DE JUAZEIRO OPINAM SOBRE A REABERTURA DO COMERCIO NA CIDADE HOJE DIA 01 DE JUNHO .


Foto reprodução internet

Da Redação
Prof. Taciano Medrado

Olá caríssimo(a)s leitore(a)s,

De acordo com matéria publicada no jornal Gazzetaba, as atividades econômicas no município de Juazeiro serão retomadas gradualmente a partir de hoje (1º). O processo foi dividido pelo prefeito Paulo Bonfim (PT) em 3 fases e poderão funcionar de segunda a sexta, das 8h às 18h, exceto feriados.

Entre os critérios de funcionamento estão o uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura na entrada das lojas, distanciamento de 2 metros entre as pessoas, proibição de consumo de produtos no interior dos estabelecimentos e fornecimento de álcool em gel.

Na primeira fase estarão liberados para funcionamento o comércio não essencial e os ambulantes. As celebrações religiosas também poderão funcionar com 40% de sua ocupação total.

Na segunda fase, a partir de 15 de junho, ficam liberadas em horários comerciais as feiras livres, os mercados, as galerias, os salões de beleza e barbearias, com agendamento. Os shoppings poderão abrir das 12h às 20h, com restrição a menores de 12 anos e pessoas com com idade igual ou superior a 60 anos. Pessoas diagnosticadas com doenças crônicas também não poderão acessar os estabelecimentos enquanto durar a pandemia, salvo decisão em contrário. 

Na terceira e última, prevista para 29 de junho, poderão abrir os bares, os restaurantes e as academias. As três atividades terão que funcionar com no máximo 30% da capacidade.

Continuarão sem autorização de funcionamento as casas noturnas, os teatros, os cinemas, os clubes, áreas comuns, complexos de lazer e esportivos, e aulas presenciais. Eventos e festas permanecerão sem autorização por tempo indeterminado.

Recado do prefeito “Seguiremos monitorando diariamente, atentos e sensíveis a todas as demandas, agindo sempre com muita cautela e responsabilidade. Nossas ações na ampliação de testagem, aprimoramento da rede hospitalar, entre outras vão permanecer.”

Opinião dos pré-candidatos a prefeito de Juazeiro:

Capitão Moreira (Avante) “O momento requer todo cuidado necessário a fim de evitar a propagação pandêmica e o caos na saúde pública. Entendemos também que o caos do desemprego e a ameaça à economia não pode ser simplesmente deixada de lado, haja vista que não há como deixar pessoas à mercê da sorte em razão da ineficácia dos planos governamentais, de modo que urge sim a necessidade de ações concomitantes que atendam os anseios dos verdadeiros patrões, que é o povo. Este precisa ser ouvido e atendido em suas variáveis expectativas sociais. Agir com responsabilidade, mas em todos os sentidos, com a amplitude que o caso requer, fortalecendo a fiscalização, mantendo as recomendações de distanciamento, fazendo uso de equipamentos de proteção e de desinfetantes, aumento de barreiras sanitárias em locais de movimentações de públicos. A saúde física, mental e financeira são preocupações que não podem sofrer interrupções. Quem puder, deve ficar em casa, quem não pode escolher ficar em casa, deve proteger a si e ao próximo.” 

Coronel Anselmo Bispo (sem partido)Eu sou favorável sim a abertura gradual do comércio em Juazeiro. Eu acho até que esse comércio já podia ter sido flexibilizado a mais tempo, desde que a prefeitura tivesse feito o dever de casa que seria testar o máximo possível da população. Testar, disponibilizar testes rápidos e os outros testes na população, bem como tivesse criado aqui espaços para o tratamento dos possíveis infectados anteriormente, o que não foi feito. Eu sou favorável a reabertura gradual, lógico que atendendo todas as determinações sanitárias e médicas. Com toda segurança necessária, limitação de público, distanciamento, uso de máscara, uso de álcool gel, disponibilizando pias com que as pessoas lavem as mãos e o cuidado maior com os idosos. Então, eu acho que podia ter sido flexibilizado um pouco antes, pelo menos fazendo um revezamento ou por seguimento, com horário até diminuto.” 

John Khoury (DEM) – Desde o dia 21 de maio manifestei pelas redes sociais minha opinião pela abertura das atividades econômicas formais e informais tendo os devidos cuidados, uso da máscara, limitação dos acessos e assepsia permanente nas lojas. O vírus é uma realidade mortal, mas ‘matar’ a economia também gera mortes. Finalmente chegou o bom senso e hoje será outro dia.” 

Pastor Teobaldo Pedro (Patriota) “A flexibilização do comércio em Juazeiro foi uma decisão do prefeito, via Decreto. Não foi por pressão, pois ele não ouve a oposição. Existir menos de 70 infectados já testados, comparando-se a outras cidades, pesou. Porém, testaram pouca gente e há os assintomáticos. Por isso, uma flexibilização do comércio deve ser com um rigor no uso das proteções. E não se pode facilitar. Defendo um maior investimento em testes, em EPIs, mais leitos e respiradores, pois o risco ainda é real. Assim como a Covid-19, a economia paralisada tempo demais asfixia e irá atrair miséria. É algo necessário, mas requer cuidado extremo ao fazer.” 

Raffani (Republicanos)“Como o comércio de Juazeiro iniciará sua reabertura amanhã? De forma desorientada e tardia. Como gestor técnico, avalio que, inicialmente, nos meses de março e abril de 2020, as ações tomadas pelo prefeito da cidade foram amadoras e desorientadas. O chefe do poder executivo se mostrou omisso, quando deixou de colocar barreiras sanitárias com termômetros nas entradas da cidade e não se preparou com testes rápidos para identificar os anticorpos, que identificam infecções recentes, isto é, presentes em pacientes que podem possuir o Covid-19. Esperou que um número expressivo de pessoas fosse submetido ao teste para o coronavírus, para realizar as aquisições de materiais de prevenções, como EPI’s para os profissionais de saúde e testes rápidos (IgM/IgG) para a população. Vinte e nove profissionais de saúde foram infectados em Juazeiro. Este número reflete a exposição dos nossos guerreiros da saúde ao Covid-19, sem condições adequadas de trabalho. Outro problema que a nossa cidade enfrenta é a taxa de letalidade por infecção do coronavírus, que é de 5,80% (óbitos/infectados), comparada a 3,00% da cidade vizinha Petrolina. Juazeiro segue sem hospital de campanha e não leva a sério a preparação para reabertura do comércio, que retomará as suas atividades de forma desorientada e mal sinalizada para a população. Em continuidade dos atos em suas atribuições, o governo municipal decreta a retomada do comércio no hoje, com medidas tardias e incompetentes, no perfil da sua má gestão em todos esses anos de administração pública, ficando de fora o esclarecimento sobre: Plano de Contingência e prevenção de cada estabelecimento por escrito e visível para a população e fiscalização; Identificação de classes de teto de ocupação de cada estabelecimento; Exigências de Higienização dos comércios; e Formatação de logística, prevenção e fiscalização de carga e descarga. Ressalto ainda, com muita indignação, a retomada da cobrança do serviço de estacionamento rotativo (Zona Azul), em tempo de reabilitação socioeconômico das pessoas e comerciantes. Desde o dia 11 de maio, através da flexibilização das medidas de isolamento social, era possível assegurar e manter o atendimento necessário aos infectados e suspeitos e, ao mesmo tempo, garantir boa parte da economia ativa, gerando renda para as pessoas e trazendo a harmonia entre a Saúde Pública e para a economia. De fato, sem uma atuação correta do gestor municipal, o SUS não terá um papel transformador no cuidado. É necessário que todos os órgãos atuem em conjunto, pensando no bem da sociedade. O que observamos são figuras públicas querendo holofote, protagonismo, exibição na mídia e acaba apelando para alguns pontos que não ajudam no crescimento de nossa cidade. Ficam se digladiando entre eles, mais para ficarem em evidência do que para resolver o problema. Na verdade Juazeiro precisa de Mudança.” 

Suzana Ramos (PSDB) – “A retomada da economia nacional depende da reabertura do comércio, já que o setor comercial emprega uma massa gigantesca de trabalhadores e de forma diversificada e tem a capacidade de responder favoravelmente em uma retomada como a que estamos precisando para a recuperação financeira do país, mas é indispensável que essa retomada seja responsável de forma a manter como prioridade o achatamento da curva de infecção do novo coronavírus. Entendemos a necessidade de retomar a economia, mas temos que priorizar a vida das pessoas. E assim, esperamos que os governos federal, estaduais e municipais, imponham medidas de contenção da infecção. Auxilie e dê suporte aos comerciários, comerciantes, trabalhadores liberados ao trabalho a partir desta segunda (1°), para que as ações de proteção aos trabalhadores e a população, sejam inclusive com a adoção de medidas sanitárias e protocolos de segurança. Nós sugerimos inclusive que o Estado assegure com urgência o teste rápido para estes profissionais.” 

Todos os pré-candidatos foram contatados na tarde do domingo (31) para opinar. No entanto, não obtivemos resposta de Carlos Neiva, Joseph Bandeira (Solidariedade) e Kalber Fernandes (DEM). 



Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Marcadores

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS