GENEREL RAMOS DIZ QUE FALAR EM GOLPE MILITAR É 'ULTRAJANTE', MAS ALERTA: 'NÃO ESTICA A CORDA'


foto reprodução internet
Da Redação
Prof. Taciano Medrado

Olá caríssimo(a)s leitore(a)s,

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, considera "ultrajante e ofensivo" falar em "golpe" por parte das Forças Armadas. A declaração foi dada por ele em entrevista à revista Veja.

Eduardo Ramos também afirmou que o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) "nunca pregou o golpe", mas fez uma ressalva: "Não estica a corda".

Após publicação da entrevista do ministro Ramos, houve reações negativas no meio político, de acordo com matéria do G1. Conforme apuração do veículo, parlamentares classificaram a fala de Ramos como "ameaça".

O presidente Jair Bolsonaro tem feito aparições em manifestações pró-governo em Brasília, nas quais os manifestantes costumam levar faixas que pedem intervenção militar e fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional, reivindicações antidemocráticas e inconstitucionais.

A reportagem do G1 lembra ainda que o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, Bolsonaro se referiu ao artigo 142 da Constituição para dizer que, com base nesse artigo, as Forças Armadas poderiam intervir para "restabelecer a ordem".

A partir disso o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, decidiu que as Forças Armadas não são "poder moderador" em eventual conflito entre poderes.


Para ler outras matérias  acesse, www: professortacianomedrado.com

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS