LAVA-JATO: PGR DIZ QUE ARQUIVOS DA ODEBRECHT USADOS EM CASO LULA NÃO FORAM ADULTERADOS


Foto reprodução internet

Da Redação
Prof. Taciano Medrado

A Procuradoria-Geral da República afirmou nesta terça-feira (17/3) que documentos copiados do “setor de operações estruturadas” da Odebrecht não foram adulterados. Os arquivos foram utilizados para sustentar que a construtora doou R$ 12 milhões a Lula como forma de suborno. A quantia seria utilizada para compra do terreno do Instituto Lula. 

A manifestação ocorre após a defesa do petista recorrer ao Supremo Tribunal Federal pedindo a suspensão da ação penal relativa à suposta doação para a compra do terreno.

Segundo a PGR, “os dados encontravam-se criptografados durante toda a cadeia de transmissão e os dispositivos de armazenamento utilizados para transporte dos dados foram devidamente identificados por meio dos números de série”. 

Portanto, prossegue o texto, “são infundadas as afirmações da defesa quando colocam em dúvida a origem dos dados [...] Ou seja, nenhuma das entregas possui como origem a Odebrecht S.A, tampouco o material foi preparado pela empresa”.

De acordo com a defesa de Lula, antes de ser enviado às autoridades, o material teria ficado em posse da construtora brasileira por quase um ano. No período, os arquivos teriam sido adulterados. 

Fonte : Conjur

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog do professor Taciano Medrado. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENQUETE

LEITORES ONLINE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Seguidores

Arquivo do blog

TM TV

PARCEIROS